Derrame articular, já ouviu falar?

Dor, inchaço, vermelhidão e aumento da temperatura do joelho são alguns dos sintomas mais comuns do derrame articular. Esse tipo de lesão pode ter várias causas e exige cuidados de um médico especialista, geralmente um ortopedista ou um reumatologista, para que seu diagnóstico e seu tratamento sejam feitos corretamente.

Os derrames articulares ocorrem quando há sangramento dentro da articulação, que é uma cavidade, e o sangue fica acumulado nessa região (hemartrose); ou quando há aumento do próprio líquido sinovial, produzido dentro da articulação, acima do normal devido a uma inflamação (hidrartrose), o que é popularmente conhecido como água no joelho. O acúmulo de pus, produzido em consequência de infecções, também pode causar o derrame articular.

Entre as principais causas desses acúmulos de líquido no joelho — sejam eles sangue, líquido sinovial ou pus — estão:

  • Traumatismos após torções ou pancadas.
  • Presença de doenças reumáticas, como artroses, artrites e gota; e de distúrbios que interferem na coagulação sanguínea, como a hemofilia.

Geralmente, os líquidos no joelho são absorvidos pelo próprio organismo e não trazem consequências. No entanto, quando o líquido passa a se acumular de forma crônica no joelho, principalmente quando é sangue, pode agredir a cartilagem articular, provocando sua degradação. Isso pode representar muita dor e dificuldades para andar.

Diagnóstico e tratamento do derrame articular

Na maioria das vezes, o derrame articular é identificado pelo médico a partir dos sintomas relatados pelo paciente e com exames físicos. Em alguns casos, porém, pode ser necessário fazer uma punção articular, procedimento simples realizado em ambulatório com agulha e anestesia leve no local; ou exames de imagem de ultrassonografia ou ressonância magnética para confirmar o problema.

O tratamento do derrame articular irá agir sobre a causa do acúmulo de líquido; e pode envolver medicamentos anti-inflamatórios, fisioterapia, punção articular e, nos casos mais graves, artroscopia para retirada de parte do tecido sinovial.

A artroscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo feito com o paciente anestesiado. Na maioria dos casos, os pacientes que fazem artroscopia no joelho recebem alta no mesmo dia ou no dia seguinte.

Algumas dicas para prevenir o surgimento do derrame articular são:

  • Fortalecimento das articulações com auxílio de um profissional.
  • Controle do peso corporal.
  • Evitar sobrecarga de peso nos joelhos, não os forçando em atividades cotidianas.
  • Alongamento e aquecimento das pernas antes de exercícios físico

Fonte: Hospital Sírio Libanês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *