Água no joelho: saiba o que é e os principais sintomas

Popularmente conhecida como “água no joelho”, a sinovite é um problema que acomete muitas pessoas. Essa famosa expressão se refere à sensação de quando o joelho fica inchado e acumula líquido em seu interior.

Para saber mais o que é a água no joelho e como ela ocorre, acompanhe este post! Aqui você irá conhecer sobre os principais sintomas, causas e tratamentos para essa patologia. Boa leitura!

Água no joelho: o que é?

água no joelho é uma condição que se caracteriza pela inflamação da membrana sinovial, uma camada fina de tecido conjuntivo que reveste estruturas como tendões musculares, cápsulas articulares e bolsas sinoviais. 

O líquido sinovial, presente na membrana sinovial, é o principal agente responsável pela lubrificação e nutrição de todas as partes internas do joelho, cartilagem, menisco e ligamentos.

Além disso, o líquido sinovial possui células de defesa que protegem contra microrganismos patológicos que possam atingir a membrana. Em casos de trauma ou processo inflamatório, por exemplo, esse líquido aumenta no joelho, levando à inchaço e dor. Daí surge a expressão água no joelho.

Sintomas da água no joelho

Inflamações no interior do joelho podem levar a um aumento na produção do líquido sinovial, o que causa a sensação de que o joelho está “cheio de água”, o que provoca dor, fraqueza nos músculos da coxa e da perna e dificuldade de caminhar e esticar a perna.

Alguns dos outros sintomas que também podem surgir são:

  • Sensação que o joelho não vai conseguir aguentar o peso do corpo;
  • O joelho não estica totalmente ou não dobra como habitual;
  • Perda da mobilidade, cuja intensidade vai depender do grau da tumefação (inchaço);
  • Aumento da temperatura local e vermelhidão na articulação;
  • Inchaço ou aparência de uma grande alteração de volume no joelho.

Causas

Traumas diretos, uso excessivo ou repetitivo da articulação, infecção e doenças reumáticas que influenciam na destruição do tecido (como artrose, por exemplo), estão entre as principais causas para a inflamação que ocorre na água no joelho.

Casos nos quais mesmo com exames de imagem não foi possível confirmar o diagnóstico, pode ser orientado a realização de uma artroscopia do joelho.

Exames e diagnóstico

Através do exame físico o médico ortopedista consegue realizar o diagnóstico da sinovite. Podem ser solicitados exames como radiografia, ultrassonografia e ressonância magnética, para confirmação do diagnóstico ou para excluir outras possíveis patologias.

Como funciona o tratamento?

Após o diagnóstico, o médico ortopedista irá orientar o tratamento mais adequado de acordo com os sintomas relatados pelo paciente. Apenas esse profissional é que poderá orientar os cuidados necessários, não realize tratamentos caseiros por conta própria e não use medicamentos por conta própria.

Há diferentes opções de tratamento para a água no joelho. Acompanhe a seguir sobre cada uma delas.

  • Medicamentos

Em casos mais leves ou de diagnóstico precoce, o médico ortopedista pode indicar o uso de medicamentos como anti-inflamatórios e corticoides que tem como objetivo reduzir os sintomas ocasionados pela água no joelho. Sessões de fisioterapia também costumam ser indicadas para alívio da dor. 

  • Cirurgia

A cirurgia para a água no joelho costuma ser indicada para casos em que há alguma bactéria na articulação ou quando o excesso de líquido na articulação está relacionado a alguma causa mecânica, como fragmentos de ossos ou cartilagens soltos no joelho.

  • Tratamento caseiro

Em alguns casos, o médico pode indicar o tratamento caseiro para a água no joelho, o qual consiste na aplicação de uma bolsa de gelo sobre a articulação, de 3 a 4 vezes por dia, deixando que a bolsa atue de 15 a 20 minutos em cada aplicação.

Como prevenir a água no joelho?

Há alguns hábitos e cuidados que podem ser tomados para prevenir a água no joelho, tais como:

  • Controlar o peso corporal: não forçando o joelho em atividades do dia a dia;
  • Alongar os músculos das pernas antes da realização de qualquer atividade física;
  • Evitar fazer exercícios físicos que sobrecarreguem o joelho.

A sinovite necessita de tratamento assim como qualquer outra patologia ortopédica. A qualquer sinal ou sintoma busque ajuda médica para confirmação do diagnóstico e realização do tratamento mais adequado.

Fonte: NOT Ortopedia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu Aceito a Política de Privacidade